Uma presença original

Qual a forma mais adequada de testemunhar a fé no momento histórico actual? É esta a pergunta a que a exposição Uma Presença Original se propõe responder.

“O Papa Francisco tem repetido que não estamos diante de uma época de mudança, mas de uma mudança de época e nem sempre é claro o alcance desta diferença, porque hoje já não partilhamos a mesma concepção de homem e de mundo que nos permitia enfrentar os desafios”, conta-nos Sofia Gouveia Pereira, advogada e curadora da exposição.

Diante deste facto, Sofia convidou alguns amigos – universitários, jovens trabalhadores, colegas do trabalho – e juntos meteram mãos à obra para apresentar uma exposição no Meeting Lisboa 2017, com um percurso de conhecimento pessoal sobre o momento actual e os desafios que o homem enfrenta.

Para Rafael Calado, estudante de filosofia, fazer a exposição tem sido uma ajuda a afinar “o critério que usamos e a posição que temos na vida”. Conta-nos o que podemos encontrar na exposição: “procuramos fazer um caminho, onde primeiro reconhecemos que já nada é evidente, caímos na confusão e parece que perdemos a bússola.” A exposição apresenta depois duas formas de encarar esta confusão: “de maneira reactiva, reagindo contra aquilo que não gostamos e lutando pelo que pensamos ser melhor”, ou “procurar o olhar justo diante daquilo que acontece, voltando à origem do que somos e não reduzindo o desejo que nos sobressalta constantemente”… um desejo capaz de reconhecer que “Do amor ninguém foge”.

Esta é uma das 3 exposições que podem ser vistas no Meeting Lisboa, de 24 a 26 de Março, na Arena do Campo Pequeno.